<BODY><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d19719256\x26blogName\x3dT%C3%B4+Feliz+da+Vida+!!!\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://tofelizdavida.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://tofelizdavida.blogspot.com/\x26vt\x3d-4380976838915815081', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
11 julho, 2006







A primeira vez da mulher

Se vc não for uma garota, imagine que você é uma.

É a sua primeira vez. A medida que você reclina, seus músculos se contraem. Você tenta afastá-lo enquanto pensa numa desculpa, mas ele insiste, aproximando-se cada vez mais. Ele pergunta se você está com medo e você sacode a cabeça negativamente.

HOMEM - Vamos começar?
MULHER - Não sei, estou com medo!
HOMEM - Medo do quê?
MULHER - Medo de doer.
HOMEM - Um dia você vai ter que deixar.
MULHER -Acho que não.
HOMEM - Confie em mim. Eu vou devagar.
MULHER - Como fico?
HOMEM - Nessa posição.
MULHER - Assim?
HOMEM - Abra mais um pouco...

Ele tem muita experiência, seus dedos encontram o ponto certo e você estremece. Seu corpo fica tenso, mas ele faz tudo de maneira gentil, como tinha prometido. Ele olha no fundo dos seus olhos e pede novamente que confie nele. Ele já fez isso muitas vezes. O sorriso dele faz com que você relaxe e abra mais, de modo a facilitar as coisas.

MULHER - Ai, está doendo.
HOMEM - Agüenta firme, não posso parar.
MULHER - Não posso agüentar mais.
HOMEM - Abra mais.
MULHER - Está doendo.

Você pede para que ele seja rápido, mas ele vai devagar, cuidando para que você sinta o mínimo de dor possível. À medida que ele vai forçando, você sente os tecidos cedendo. A dor se alastra pelo seu corpo e você sente um leve sangramento.Ele olha para você preocupado e pergunta se está doendo. Seus olhos estão rasos de lágrimas, mas você sacode a cabeça e sinaliza para que ele continue.
Ele começa a fazer movimentos ritmados para dentro e para fora, mas você está entorpecida demais para senti-los.

HOMEM - Vou tirar.

Após algum tempo, você sente um rompimento dentro de você e ele tira.

MULHER - Que alívio!
HOMEM - Até que não fomos mal.

Você está ofegante, aliviada por aquilo ter terminado. Ele olha para você com aquele sorriso caloroso e diz que você foi a mais difícil, mas ainda assim, a mais recompensadora experiência que ele teve.

MULHER - Ai, está sangrando.
HOMEM - Sempre sangra um pouco.
MULHER - E se não parar?
HOMEM - Claro que pára.
MULHER - Como você sabe?
HOMEM - Tenho experiência.
MULHER - Está parando.
HOMEM - Não disse?

Você sorri e agradece ao seu dentista. Afinal de contas, foi a primeira vez que teve um dente arrancado.

O que você pensou que fosse? Nossa que mente poluída.... Que horror....





| Comente no Blogger: 0 | 2:52 PM